São Nicolau de Tolentino

Protetor das Almas do Purgatório

História de São Nicolau de Tolentino

Texto: Expedição 19

Além de ser o Santo Padroeiro das Almas do Purgatório, São Nicolau de Tolentino, foi o santo que junto de Santo Agostinho e São João Batista; colocaram Santa Rita de Cássia dentro do convento com as portas fechadas.

Nascido em 1.245 em Sant’Angelo in Pontano, na Itália. Nicolau recebeu esse nome porque foi fruto de uma intercessão de São Nicolau de Mira ou de Bari. Conta a tradição que seus pais, já idosos, foram em peregrinação até Bari, no túmulo de São Nicolau de Mira, na região da Puglia, no sul da Itália. Lá eles pediram a São Nicolau que intercedesse por eles para receberem a graça de ter um filho; no ano seguinte foram presenteados com um herdeiro e o batizaram de Nicolau em homenagem ao santo.

Desde pequeno, Nicolau já demonstrava ser diferente das outras crianças. Ao invés das brincadeiras infantis, constantemente se isolava para ler e fazer orações; além disso se preocupava com os pobres; levando-os até sua casa para com eles repartir o que tinha.

Diante desta circunstância, seus pais o incentivaram e ele passou a viver em uma comunidade agostiniana, obedecendo as regras, mas ainda sem fazer os votos. Nessa época ouviu o sermão de um frade agostiniano que dizia: “Não amem muito o mundo nem as coisas do mundo. Tudo o que é do mundo passará”. A partir desse episódio Nicolau ingressou definitivamente na ordem Agostiniana, peregrinou por vários mosteiros e por volta de 1.269 ou 1.270 foi ordenado sacerdote.

Padre Nicolau era um grande conhecedor das escrituras. Sua humildade cativava as pessoas que adoravam ouvir suas pregações. Os fiéis buscavam imitá-lo. E com isso os doente, encarcerados, pobres recebiam assistência da comunidade. Essa mobilização das pessoas em servir ao próximo, deixavam Padre Nicolau cada vez mais satisfeito.

Em 1.275 Padre Nicolau foi transferido para Tolentino, onde viveu até seus últimos dias. Em Tolentino trabalhou como pacificador em uma cidade que vivia uma guerra civil. Percorria os bairros pobres, consolando os aflitos e tratando de converter os pecadores. E vez por outra levava a extrema unção até os moribundos. Passou a ouvir confissões, ficava horas ouvindo misérias humanas. Todos buscavam ansiosos por seu consolo e sua absolvição. A fama de sua santidade começava a se espalhar e a cada dia ouvia-se um milagre diferente atribuído ao Padre Nicolau que sempre dizia: “Dêem graças a Deus, e não a mim.”

Relatos informam que uma certa vez, muito doente, Padre Nicolau teve uma visão com a Virgem Maria, em algumas versões Santa Mônica e Santo Agostinho também estavam presentes. Eles lhe disseram para que mergulhasse em água benta um pãozinho, que havia recebido em doação de uma mulher, e o comesse. Padre Nicolau seguiu o conselho dos três santos e ficou curado de sua enfermidade. Dali em diante passou a distribuir pãezinhos bentos para alívio dos enfermos. Ainda hoje, em Tolentino existe a tradição dos Pãezinhos de São Nicolau de Tolentino.

Conta a tradição que Padre Nicolau era vegetariano; e certa vez lhe serviram duas perdizes assadas; ele fez o sinal da cruz e simplesmente as aves saíram voando pela janela.

Existe um outro episódio que os historiadores entram em conflito. Uns dizem que foi um sonho, outros dizem que foram visões. Mas o fato é somente um: ou em sonhos ou em visões, Padre Nicolau teve contato com algumas almas do purgatório. Neste encontro as almas lhe pedem para rezar missas em intenção delas e assim poderem se libertar do sofrimento que passam. Por isso São Nicolau de Tolentino é tido como protetor das almas do purgatório.

Padre Nicolau faleceu no dia dez de setembro de 1.305 em Tolentino, na Itália. Foi canonizado em 1.446 pelo Papa Eugênio IV. Seu túmulo está na Basílica de São Nicolau de Tolentino, na mesma cidade que viveu a maior parte de sua vida.

São Nicolau de Tolentino, protetor das Almas do Purgatório, é festejado no dia dez de setembro.

Oração a São Nicolau de Tolentino

“Oh! glorioso Taumaturgo e Protetor das almas do purgatório, São Nicolau de Tolentino. Com todo o afeto de minha alma te rogo que interponhas tua poderosa intercessão em favor dessas almas benditas, em especial da alma que vos peço… (faça o pedido para alma), conseguindo da Divina Clemência a remissão de todos os seus delitos e suas penas, para que saindo daquele tenebroso cárcere de dores, possam ter no céu a visão beatífica de Deus. E a mim, teu devoto servo, alcançai-me, oh! grande santo!, a mais viva compaixão e a mais ardente caridade daquelas almas queridas.” Amém.

São Nicolau de Tolentino, rogai por nós. São Nicolau de Tolentino, rogai pelas Santas e Benditas Almas do Purgatório.

2 comments

  1. says:

    São Nicolau intercedei pelas almas de meus pais: Jayme e Margarida meus irmãos: Sergio e Marcelo. Pelos familiares e amigos falecidos. Amém.

    • says:

      Amém🙏🏻. Paz e Bem. Obrigado por sua visita. Oremos para que São Nicolau interceda pelas almas. Seja sempre bem-vinda ao site. Deus abençoe🙏🏻😊

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *