São Cristóvão

Padroeiro dos Motoristas

História de São Cristóvão

Texto: Expedição 19

Você sabe por que São Cristóvão é o padroeiro dos motoristas e viajantes? Cristóvão quer dizer: “aquele que carrega Cristo” ou “aquele que conduz Cristo”. Vem daí o significado de seu patrocínio. Os primeiros santos católicos, eram canonizados por aclamação popular, e confirmados mais tarde por bispos locais. No século X, esse processo já estava formalizado, e a decisão final sobre a canonização competia ao papa, em Roma, como o processo de canonização é feito nos dias atuais.

Nascido em Canaã, no início do século III, Réprobo foi o nome que recebeu. Dizem os relatos que era filho de um Rei pagão (pagão é uma pessoa que não foi batizada). Sendo assim foi uma criança que cresceu sem uma educação voltada à religião.

Cresceu e se tornou um homem muito alto e forte. Conversando uma vez com seu pai, o rei cananeu, teve a ideia de procurar o príncipe ou rei mais poderoso do mundo, para o servir. Saiu então em busca dessa pessoa. Em suas andanças, encontrou um rei muito poderoso. E Réprobo também tinha a fama de ser um grande guerreiro, aquele que todo rei gostaria de ter em seu exército.

Em uma certa ocasião, este rei que ele havia encontrado, estava sendo homenageado por seus súditos com uma canção e na letra desta canção o diabo era mencionado algumas vezes. Foi quando Réprobo observou que nestes momentos o rei fazia o sinal da cruz. Foi então questioná-lo, pois o admirava e queria saber o significado daquele gesto ele fazia. Quando questionado, o rei disse que fazia o sinal da cruz para se defender de qualquer mal que o diabo tentasse fazer contra ele. Réprobo pensou: “se o rei teme o diabo, é porque ele é mais poderoso, então vou procurá-lo e é ele quem servirei, o mais poderoso.

Réprobo deixou o rei e saiu a procura do diabo. Foi pelo deserto, e depois de muito andar, encontrou quem ele procurava. O diabo o avistou e falou: “eu sei que está a minha procura, realmente eu sou o mais poderoso do mundo; é a mim que você deve servir. E ambos continuaram sua viagem pelo deserto. Andando juntos, encontraram uma cruz na estrada, e assim que o diabo viu a cruz desviou-se o mais rápido possível. Vendo aquilo Réprobo pensou: “ele é muito poderoso, por que ele ficou assustado quando viu aquela cruz?” E questionou o diabo: “O que tem aquela cruz para você ficar com medo dela?” O diabo então lhe respondeu: “Um homem de nome Jesus Cristo, foi pregado em uma cruz para salvar a humanidade. Sempre que vejo uma cruz eu fujo, eu não posso com esse Jesus. Na mesma hora Réprobo pensou, o que estou fazendo com esse diabo, é a Jesus Cristo que devo servir. Ele sim é o mais poderoso.

Réprobo, abandonou o diabo e foi procurar Jesus. Continuou sua caminhada pelo deserto. E encontrou um eremita cristão, que lhe disse: “se você quiser se encontrar com Jesus Cristo, siga o caminho que você está fazendo, irá encontrar um rio com uma correnteza muito forte, as pessoas não conseguem atravessá-lo. Você, és um homem muito forte e alto. E ajudará todas as pessoas que quiserem atravessar este rio.” E concluiu: “fazendo isso, você já estará servindo a Cristo, estará fazendo o bem ao próximo.”

Réprobo fez uma cabana ao lado do rio e começou a atravessar as pessoas. Um certo dia apareceu uma criança que queria passar para o outro lado. Réprobo pensou: “Essa criança é muito fácil, vai ser moleza.” Pegou seu cajado colocou a criança sobre o ombro e entrou no rio. Quando chegou na metade da travessia, a criança começou a pesar tanto que Réprobo ficou com medo de se afogar. Mas com grande esforço conseguiu chegar a outra margem do rio. Colocou a criança no chão e disse: “Você nos colocou em grande perigo, nunca carreguei alguém tão pesado, parecia que  o mundo estava em meus ombros!” A criança então respondeu: “não se espante, você não somente teve o mundo sobre si, como carregou em seus ombros aquele a quem você tanto procura. Eu sou Jesus Cristo. E cada pessoa a quem você ajudava a atravessar este rio, era a mim que você estava servindo.” E conclui: “Para que comprove o que estou dizendo, quando voltar para o outro lado do rio, introduza seu cajado na terra ao lado de sua cabana e pela manhã quando acordar verá que ele floresceu e frutificou.” E no mesmo instante a criança desapareceu. A partir deste momento Réprobo se tornou Cristóvão, que significa “aquele que carrega ou conduz Jesus”. No dia seguinte Cristóvão pôde comprovar tudo o que Cristo havia lhe dito; seu bastão estava florido.

Era uma época que muitos cristãos eram perseguidos por causa de sua fé e Cristóvão ajudou a muitos cristãos. Até que chegou o seu dia; ele também foi preso e torturado para que renunciasse sua fé. Então ele disse: “ Eu jamais renunciarei a Jesus Cristo, aquele que é o rei mais poderoso do mundo.” Cristóvão foi decapitado. Era o ano de 251.

São Cristóvão, padroeiro dos motoristas, é festejado no dia 25 de julho.

Oração a São Cristóvão

“Ó São Cristóvão, que atravessastes a correnteza furiosa de um rio com toda a firmeza e segurança, porque carregáveis nos ombros o Menino Jesus, fazei que Deus se sinta sempre bem em meu coração, porque então eu terei sempre firmeza e segurança no volante de meu veículo e enfrentarei corajosamente todas as correntezas que eu encontrar, venham elas dos homens ou do espírito infernal.” Amém.

São Cristóvão, rogai por nós.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *