São Brás

Protetor da garganta

História de São Brás – Bispo e Mártir

Texto: Expedição 19

São Brás: bispo, mártir e santo católico; nasceu por volta do ano 264 no final do século III em Sebaste, na Armênia Bizantina, hoje é a região da Capadócia, atual Turquia.

Em um primeiro momento, Brás foi médico e era um ótimo médico, mas em uma determinada época de sua vida se retirou e passou a viver como eremita ou seja, ele se isolou em uma caverna da região onde morava e passou a ter uma vida de meditação a Deus. As pessoas da região iam então a procura do eremita curador das doenças corporais, mas agora ele havia se tornado em um médico de almas. Pois Brás, cuidava também da saúde espiritual das pessoas através da evangelização. E sua fama de santo aumentava cada vez mais.

Nesta época o bispo de Sebaste morreu e toda a população pediu ao santo que se tornasse o pastor daquela comunidade. Devido a uma forte comoção daquelas pessoas, Brás se ordenou e mais tarde foi nomeado bispo de Sebaste.

O bispo Brás continuou a viver isolado na caverna junto de animais selvagens, com quem ele tinha um convívio harmonioso.

Naquele tempo os cristãos eram duramente perseguidos pelo imperador do Oriente, Licínio, que era cunhado do imperador do Ocidente, Constantino. Este era a favor do Cristianismo. Já Licínio perseguia os cristãos. O prefeito de Sebaste, sabia da fama de santidade do bispo Brás e querendo agradar ao imperador enviou os soldados ao Monte onde o santo vivia.

O bispo Brás foi preso e encarcerado. Uma mãe desesperada vai ao encontro de São Brás e lhe pede ajoelhada que cure seu filho que estava para morrer engasgado com uma espinha de peixe presa a garganta. Sem nenhum tipo de intervenção São Brás orou a Deus fez o sinal da cruz na garganta do menino que se levantou imediatamente como se nada tivesse acontecido. E é por isso que sempre São Brás é lembrado por ser o protetor dos males da garganta.

Por fim São Brás foi preso e como não renunciou a sua fé em Cristo e tão pouco adorou aos deuses pagãos como queria o imperador, foi martirizado. Foi preso a um cavalete de tortura uma espécie de cama de madeira onde os calcanhares são amarrados a uma extremidade e os pulsos a outra. E com pentes de ferro, rasgaram sua carne. Após toda essa tortura foi decapitado. Era 3 de fevereiro de 316.

As relíquias do santo estão por vários países. Mas no sul da Itália, mais precisamente em Maratea existe uma Basílica que foi construída no século XVII para abrigar as relíquias de São Brás ou San Biagio. Próximo a ela foi erguida a estátua de um Cristo Redentor com 22 metros de altura.

São Brás é festejado no dia 3 de fevereiro. Neste dia todos os católicos vão até a igreja pedir as bênçãos do santo protetor da garganta.

Oração a São Brás – Protetor da garganta

“Ó glorioso São Brás, que restituístes com uma breve oração a perfeita saúde a um menino que, por uma espinha de peixe atravessada na garganta, estava prestes a expirar, obtende para nós todos a graça de experimentarmos a eficácia do vosso patrocínio em todos os males da garganta. Conservai a nossa garganta sã e perfeita para que possamos falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores de Deus.”

Amém.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *