Santo Estanislau de Kostka

Padroeiro dos Noviços Jesuítas

História de Santo Estanislau de Kostka

Texto: Expedição 19

Estanislau de Kostka foi um jovem do século XVI que desde criança enfrentou as tentações dos prazeres mundanos, pois nasceu no centro do poder da nobreza polonesa. Mas Deus lhe reservara um lugar de honra; não no castelo onde morou até seus 13 ou 14 anos de idade. Mas sim entre os virtuosos santos da igreja católica.

Nascido em 1.550 no castelo de Róstkow, região norte da Polônia. Estanislau era o segundo filho da nobre e rica família Kostka. Era tão inocente que o chamavam de anjo em sua infância. Aos 13 ou 14 anos de idade, foi enviado junto de seu irmão mais velho para estudarem em um colégio Jesuíta em Viena, na Áustria. Nessa época, o imperador Maximiliano I decretou o fechamento do colégio e todos tiveram que ir morar no castelo de um príncipe luterano (ele era cristão, mas não era católico). A vida de Estanislau começa a tomar novos rumos. Ele já pensava em dedicar-se totalmente a Deus, mas o ambiente onde vive agora não é nem um pouco favorável. Tudo ao redor da vida no castelo é uma tentação para testar a perseverança de Estanislau. Festas, luxúrias e todos os tipos de prazeres mundanos o tentavam; e por incrível que possa parecer, seu irmão é um dos primeiros a maltratá-lo e a levá-lo para o caminho do pecado. Talvez, de tanto relutar contra essas tentações, Estanislau fica doente ao ponto de achar que vai morrer. Pedi então um sacerdote para que lhe traga a santa comunhão. Ninguém o atende, muito menos seu irmão. Diante dessa situação Estanislau recebe a visita de Santa Bárbara que lhe traz a Eucaristía. Também a Virgem Maria vem lhe visitar, entrega o Menino Jesus em seus braços e diz a ele para entrar para a Companhia de Jesus, os Jesuítas.

Estanislau fica curado e agora está decidido a se tornar um religioso. Relata sua vontade a sua família que havia ido até Viena para visitar ele e o irmão, mas seu pai não aprova sua vocação. Estanislau se disfarça de mendigo e foge a procura de algum lugar que o acolha, pois ninguém enfrenta seu pai, um poderoso e rico nobre polonês. Encontra uma casa de Jesuítas na Alemanha, onde é recebido e acolhido pelo superior ou provincial da casa Pedro Canísio (São Pedro Canísio). Seu ameaça expulsar os Jesuítas da Polônia, mas a vontade divina prevalece e aos 17 anos de idade Estanislau vai para Roma concluir seu noviciado no Colégio Romano e é recebido pelo padre Francisco de Borja (São Francisco de Borja).

Estanislau fica gravemente doente e vem a falecer no dia 15 de agosto de 1.568, festa da Assunção de Nossa Senhora. Porém a data que é festejado Santo Estanislau foi transferida para o dia 13 de novembro, o dia em que foi canonizado em 1.726 pelo papa Bento XIII. Seu túmulo está na igreja de Santo André no Quirinal, em Roma, na Itália.

Santo Estanislau de Kostka, padroeiro da Polônia e dos noviços Jesuítas, é festejado no dia 13 de novembro.

Oração a Santo Estanislau de Kostka

“Ó Deus, Forte e Eterno, que concedestes grandes graças ao Vosso jovem servo, Santo Estanislau, concedei a todos os nossos jovens, serem mais firmes na fé e constantes no testemunho. Por Cristo Nosso Senhor.” Amém.

Santo Estanislau de Kostka, rogai por nós.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *