Santa Apolônia

Padroeira dos Dentistas

História de Santa Apolônia

Texto: Expedição 19

Apolônia viveu em Alexandria, no Egito. Não se sabe ao certo seu nascimento, mas provavelmente foi no final do século II ou início do século III.

Era um tempo difícil para os cristãos, pois eram perseguidos; e depois de capturados, eram torturados e obrigados a renegar sua fé em Cristo; além disso tinham que adorar aos deuses pagãos se não quisessem a morte.

Da mesma forma que os outros santos mártires da igreja católica, não tinham documentação sobre suas vidas. Apolônia é igual, mas no seu caso há um relato ocular de seu martírio. O bispo de Alexandria, Dionísio, escreveu uma carta ao bispo de Antioquia dizendo sobre os horrores acontecidos contra cristãos no dia 9 de fevereiro de 249, na cidade de Alexandria.

Ele relata que uma pessoa agitou os pagãos a capturarem e torturarem os cristãos e  Apolônia era um destes cristãos capturados. Uma mulher de idade avançada, ao contrário das outras mártires dos primeiros anos do cristianismo que eram jovens. Alguns relatos, afirmam que ela era diácona, além de ter prometido sua virtude a Deus; ou seja, era mais uma virgem que iria sofrer nas mãos dos pagãos.

Apolônia foi capturada e duramente golpeada no rosto, teve todos seus dentes quebrados e arrancados. E após tamanha tortura foi obrigada a renegar sua fé em Cristo e adorar aos deuses pagãos. Caso ela não fizesse isso, seria queimada viva em uma fogueira que já ardia em chamas. Apolônia pediu um segundo de clemência e neste segundo se atirou por vontade própria nas chamas e foi consumida pelo fogo.

O medo de perder sua virtude de alguma maneira, fez com que Apolônia voluntariamente se atirasse à morte. Afinal, ela poderia perder sua virgindade antes de ser atirada na fogueira. Santo Agostinho diz que a atitude de Santa Apolônia foi uma inspiração do Espírito Santo. Ele nos explica em um de seus livros intitulado Cidade de Deus; que ela agiu não por um capricho humano; mas sim sob o comando de Deus.

Mas também, há um outro relato diz que Deus protegeu Santa Apolônia e ela saiu ilesa da fogueira, então seus algozes deceparam-lhe a cabeça.

Santa Apolônia, padroeira dos dentistas é festejada no dia 9 de fevereiro.

Oração a Santa Apolônia

“Óh bom Deus. Rogamos que a intercessão da gloriosa mártir de Alexandria, Santa Apolônia, nos livre de todas as enfermidades do rosto e da boca. Lembrai-vos principalmente das criaturas inocentes e indefesas. Afastai, se possível, a amargura das dores de dente. Iluminai, fortificai e protegei os cirurgiões-dentistas, para que sempre se dediquem ao próximo com o amor que de vós emana, e nos seja dado usufruir de vosso reino. Santa Apolônia, intercedei a Deus por nós. Amém.”

Novena a Santa Apolônia

Oração para cada dia Ilustre virgem e mártir Santa Apolônia, frente aos teus inimigos, à perseguição, à ridicularização e à infâmia, permaneceste firme na sua fé e sempre serviste a Deus com humildade e confiança durante a sua peregrinação na terra. Mesmo encarando a sua própria morte, ficaste firme na sua fé e pelo seu martírio, ganhaste a coroa da vida eterna. Oh gloriosa Santa Apolônia, vencedora da fé em Cristo e padroeira dos que sofrem de doenças dentárias, compadece-te de mim que tento suportar a dor e o sofrimento causado pelos meus dentes. Agora que permaneço humildemente diante de ti, atendei graciosamente esta minha oração e obtenha-me, junto do Deus Altíssimo, uma resposta favorável ao meu pedido. (faça o pedido). Em ação de graças pelos benefícios recebidos, esforçar-me-ei por imitar as suas virtudes para que possa um dia compartilhar contigo a glória do céu. Oração Final Querida Santa Apolônia, que, sem medo, enfrentaste os inimigos de Cristo que tentaram fazer-te renunciar à sua fé. Pelo seu grande amor e fidelidade a Jesus suportaste corajosamente a dor de perder todos os seus dentes e escolheste o martírio à apostasia. Tu conheces a dor que suporto por causa dos meus dentes, por favor interceda junto de mim em oração diante do Senhor pela Sua rápida ajuda e alívio. Por nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

Santa Apolônia, rogai por nós

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *